Telefones para Contato
NITERóI 21 3628-4484 21 99448-0541
Ligamos para Você
2 Fale Conosco
JAB Imóveis

Últimos Notícias » Jovem que pagou US$ 500 mil de aluguel tem dinheiro confiscado

Publicado na Quinta, 07 de fevereiro de 2019, 17h00
Jovem que pagou US$ 500 mil de aluguel tem dinheiro confiscado

(Bloomberg) - Um estudante de Londres que pagou antecipadamente 390 mil libras (US$ 500 mil) pelo aluguel de uma cobertura no distrito de Knightsbridge deverá devolver quase meio milhão de libras após investigação da Agência Nacional Anticrimes do Reino Unido (NCA, na sigla em inglês).

Três contas bancárias de Vlad Luca Filat, de 22 anos, foram congeladas em maio de 2018 depois que investigadores financeiros da NCA suspeitaram que os recursos vinham de atividades ilegais de seu pai, Vladimir Filat, ex-primeiro ministro da Moldávia.

Vladimir Filat está cumprindo uma pena de nove anos de prisão após condenação, em junho de 2016, por sua participação no desaparecimento de US$ 1 bilhão de três bancos moldavos. O dinheiro perdido equivale a um oitavo do PIB da ex-república soviética, segundo a NCA.

Os registros bancários mostraram que as contas e as despesas de Vlad Luca, que não tem renda registrada no Reino Unido, eram financiados por grandes depósitos de empresas estrangeiras com sede principalmente na Turquia e nas Ilhas Cayman. Foram identificados também diversos depósitos feitos em diferentes agências do Reino Unido, incluindo 98.100 libras pagas em um período de três dias.

Depois que se mudou para Londres para estudar, em julho de 2016, Vlad Luca gastou quantias significativas em produtos e serviços de luxo, como um Bentley “Bentayga” avaliado em 200.000 libras comprado em uma concessionária do distrito de Mayfair.

Na terça-feira (5), o juiz Michael Snow, de Londres, emitiu ordens de confisco das três contas congeladas de Vlad Luca, exigindo o confisco de quase meio milhão de libras.

Repórter da matéria original: Christopher Elser em Londres, [email protected]

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Christopher Elser, [email protected], Anthony Aarons

©2019 Bloomberg L.P.

Fonte: www.infomoney.com.br